sábado, 10 de julho de 2010

Tenho estado a conseguir

Olá minhas queridas amigas.
Muito obrigada pelos vossos comentários carinhosos e desculpem-me estas ausências tão longas.
Sei que me estou a tornar repetitiva mas vou tentar voltar a vir cá mais vezes.
O trabalho abrandou, embora eu trocasse de boa vontade estas semanas de reuniões por semanas de aulas.
Tenho andado a dançar entre os 57 e os 58. Embora a balança já tenha marcado várias vezes 57,0 e nunca mais tenha chegado aos 58, sinto que isto está muito pouco firme. Ando a fazer alguns disparates que compenso com quase jejuns e isso não pode ser.
No tempo de aulas, os horários são certos, há horas para comer e é mais fácil manter uma boa rotina alimentar. Chega esta altura do ano e deixo de ter horários. Tenho que estar na escola entre as 9 e as 9.30, e não há horas para almoço, não há horas para sair, nunca sei com o que conto. Se é certo que nos dispensam quase todas as tardes, não saber a que horas almoço lixa-me os esquemas todos.
Eu sei que estou a reclamar de barriga cheia e que a falta de organização é minha. Tenho é que ir fazendo os lanches e se tiver que fazer 3 lanches de manhã e almoçar às 3 da tarde, até estou a ir bem.
Eu queria chegar aos 55, mas está a ser difícil.
E depois estamos na altura em que tudo é pretexto para almoços, lanches ou jantares. São os tantos anos há que acabámos o curso. É o final do ano lectivo e a despedida dos colegas da escola.
É o encerramento do ano lectivo, do Agrupamento. É o encerramento do ano lectivo, do Concelho. É a festa do final de ano. É a despedida dos alunos e dos pais. (E sim, isto é tudo escola minha, mas corresponde a 6 ocasiões diferentes, ainda temos que somar as dos filhotes). É a preparação das férias com os amigos com quem costumamos ir. São os aniversários que vão surgindo. É a caracolada que tem que se comer. E podem imaginar tudo o resto. Não trocava nenhum destes momentos por nada. São momentos de alegria e de partilha em que somos reconhecidos pelo trabalho que fizemos e experimentamos sentimentos de amizade, mas em Portugal, ou pelo menos nos grupos com que eu me relaciono, todas estas celebrações envolvem comida. Tem que ser um almoço, um lanche ou um jantar, se não não é festa. E eu não sou de ferro.

Será que amanhã arrisco um biquini????

4 comentários:

Da gordura à formosura disse...

Há alturas que não dá mesmo jeito vir aos blogues, acho que toda a gente entende :o)
Arrisca no biquini, sim. Com esse peso até usava fio dental, lolol (naõ usava nada, porque não gosto).
Beijinhos.

Lazy cat disse...

Claro que arriscas no biquini, com esse peso não achas que mereces ?
bjcs

Su disse...

Concordo com a Da gordura, com esse peso eu andava nua (hihihi). Apesar de não estares no peso ideal que estipulaste como objectivo estás lá tão perto que nem sei a tua dúvida.
Vai-te com confiança garota!
beijocas e boa praia

Liliane Albino disse...

Maria,que bom que está de volta.Fico feliz em saber que está bem.Beijos!!!